A Mão Esquerda da Escuridão – Ursula Le Guin

tumblr_nyby8cdx9t1qa42ilo1_500A Mão Esquerda da Escuridão – Ursula Le Guin

Uma das coisas sobre clássicos é que existe a tendência a assumir que todo mundo conhece o livro, ou ao menos sabe que existe. Eu não sabia de nada da Ursula Le Guin até há três anos, e antes de A Mão Esquerda de Escuridão, não havia lido nada da autora. (Shame on me!)

Dito isso, leiam esse livro. É ótimo, é incrível. Eu esperava algo muito mais cabeça (pois o livro é sempre citado quando a questão do gênero na FC vem à tona), mas encontrei um romance divertido ainda que questionador. Resumindo toscamente, conta a jornada de Genly Ai, o primeiro enviado ao planeta Gethen, para fazer contato com os moradores locais em nome de uma organização intergalática. Genly acaba envolvido em uma trama política entre as duas principais nações do planeta e precisa conseguir sobreviver a intrigas enquanto prossegue em sua missão. A graça do livro está no fato de que gethenianos são assexuados na maior parte do tempo, e no período fértil podem assumir qualquer um dos gêneros, até alternadamente. (Tanto que o estrangeiro é considerado um pervertido bizarro por estar sempre no período fértil.)

Por favor, ignore minha resenha ruim e vá ler o livro. Porque o que importa não é a trama (embora seja muito divertida), a política (embora seja muito bem construída) ou os alienígenas e sua cultura (bastante complexos). O que importa são as sutilezas, a verdadeira história não está na frente do leitor, mas nas entrelinhas de uma relação que leva o livro inteiro para ser construída.