Como ir de bicicleta ao trabalho

Um pequeno relato e algumas dicas da experiência de quem começou a fazer isso nos últimos meses.

Este é um e-mail enviado ao pessoal do trabalho. Como acho que mais gente pode se interessar, está aqui publicado. Feliz 2012 para todo mundo!

Há algum tempo eu vinha nutrindo o desejo de tornar a bicicleta o meu principal meio de transporte, pelo menos no percurso casa-trabalho-casa. E este ano consegui, se não a maioria dos dias, pelo menos em um terço deles, desde que comecei com a ideia no meio do ano.

Então resolvi juntar algumas dicas que vi na web e acabei aprendendo, para quem também vem pensando no assunto.

— Dicas gerais de bike no trânsito

Bicicleta é veículo, então não pedale na calçada ou na contramão. O risco de acidentes com bikes na contramão é muito alto. E na calçada você corre o risco de atropelar pedestres. (No meu caso, às vezes eu pego um pequeno pedaço de calçada ao lado da rodoviária, mas desço da bike, ou pedalo na 1ª marcha, beeem devagar.)

Nas vias, fique a pelo menos 1,5m, ou no meio da faixa. Assim, se alguém precisar te ultrapassar, vai ter que usar a outra faixa, e não vai tirar fina. E se você for fechado, você tem um espaço para escapar.

Bike no corredor, só com o trânsito parado. Se já é difícil enxergar as motos no ponto cego, imagine uma bicicleta.

Se você está inseguro de andar no trânsito, você pode convidar um amigo mais experiente para te acompanhar nas primeiras vezes. Se alguém daqui quiser, posso fazer isso sem problemas. :)

Capacete e luva são importantes. Assim como luzes e refletores à noite. O capacete passa aos motoristas uma sensação de que você é um ciclista e sabe o que está fazendo, e não “um mané de bicicleta”. Mesmo que não faça sentido, os carros respeitam mais um ciclista de capacete.

— Fôlego, e como não suar (tanto)

Eu sou um cara que sua muito. MUITO! E ainda consigo vir trabalhar de bike.

Antes de tomar a decisão de vir, recomendo adquirir um condicionamento físico treinando nos fins de semana. O ideal é aproveitar que o trânsito é menor e testar rotas alternativas, de preferência fora das principais avenidas. Corredores de ônibus também é melhor evitar.

No meu caso, eu adquiri condicionamento físico pedalando para a academia de Kung-Fu de manhã, e cheguei várias vezes muito suado lá. Como eu sempre tomo banho depois do treino, não tinha problema.

Para vir direto para a empresa, eu pedalo em um ritmo muito leve, principalmente nas subidas. Tentar manter um ritmo forte nas subidas é garantia de suar bastante, então eu coloco na primeira e me sinto uma velhinha pedalando. E quando você conhece melhor o caminho, você pode eleger trechos de “descanço”, onde você até poderia ir mais rápido, mas está aproveitando para secar um pouco.

Para ter uma idéia, eu costumo vir em cerca de 50 min, e voltar em 30. Mas chego em casa pingando na volta.

Pare a três quadras daqui, e venha a pé no último trecho. Sempre que você para de fazer atividade física, a sua pressão sobe, você fica vermelho, e começa a suar. Então, para não acontecer isso justo quando você está entrando na empresa, pare antes. Assim, dá para tirar o capacete e as luvas, dar uma ajeitada no cabelo, abaixar a pressão e dar uma secada antes de chegar.

— A questão das roupas

A maior parte do suor fica nas roupas. Trazer uma outra camiseta para trocar é uma boa. (Só trago a calça porque odeio pedalar de calça, e a corrente da minha bike costuma mastigar as minhas.)

Coloque cada peça de roupa dobrada dentro de uma sacola plástica. Assim a roupa quase não amassa. (Essa dica vale para viagens também)

O bagageiro é seu melhor amigo. Mochila nas costas esquenta um bocado! (E calor = suor)

— Estímulos e incentivos

Eu sei que dá uma preguiça tremenda pegar a bicicleta, ainda mais quando o carro está tão mais fácil ali do lado. Como no meu caso o concorrente é o ônibus lotado, o meu incentivo é um tanto maior. Mas não suficiente.

Eu montei um esquema na poupança da minha conta: A cada ida e volta de bike, faço um depósito do valor do busão, e com esse dinheiro estou comprando meu PS3. Depois é desse mesmo lugar que vai sair a grana para os jogos. Funciona para mim, mas cada um vai pensar em uma recompensa diferente.

Pedalar em grupo é muito bom. Existe um grupo muito ativo de ciclistas em Campinas, chamado Campinas Bike Clube. As pedaladas para iniciantes são toda terça e quinta, com concentração a partir das 19h30 na frente do Portão 2 da Lagoa do Taquaral (entrada da Concha Acústica). É só aparecer por lá para pedalar com o pessoal gente boa. Mais infos: http://www.campinasbikeclube.org/

Começar é difícil. Mas depois que se acostuma, é uma delícia, sinto falta quando passo uma semana sem pedalar.

Para quem está interessado, existem muitos sites com dicas. Recomendo este: http://bikeanjo.com.br/dicas/

One thought on “Como ir de bicicleta ao trabalho”

Os comentários estão fechados.