Virei lenhador

Leiam o “hoje” como ontem, ou 11 de janeiro. É o segundo post de hoje.

Hoje foi um dia extremamente exaustivo. Esqueçam o que eu disse sobre cansaço ontem, hoje eu estou cansado. Virei lenhador. Mas vamos começar pela reunião com os chefes:

Foi tranquila, eles na verdade só falaram algumas coisas que a gente ou já sabia ou já havia percebido pela experiência aqui. A Mareen disse algumas medidas de higiene a mais sobre o restaurante, o Michael pediu para a gente não fazer o “clock-in” para o housekeeping a menos que esteja agendado, segundo eles, era apenas uma reunião que eles pretendiam fazer com todos os intercambistas, mas nós fomos os primeiros, foi uma espécie de “agora vocês estão avisados sobre os procedimentos, não podem mais usar a desculpa que não sabiam”.

Logo em seguida o Michael Senior disse que precisava que fôssemos ao Solbakken para fazer um pouco de “Outdoor work”. Eu entendi que tinha alguma coisa a ver com lenha e madeira, mas não exatamente o que era. (Para esclarecer: eu sempre cito o Michael Jr, que é o nosso superior direto, um dos chefes. Mas o owner, o dono de tudo isso aqui é o Michael Senior, pai do Michael Jr.)

Primeiro terminamos o housekeeping aqui, muito pouco para fazer. Na verdade só conseguimos uma hora a mais porque arrumamos o cart de limpeza. (Aquele carrinho de golfe com os produtos, toalhas e lençóis). Estava uma verdadeira zona, fizemos aquelas arrumações poderosas, na qual se tira tudo de dentro e depois coloca de volta, e onde antes estava atulhado de coisa sobra espaço quase que milagrosamente.

Terminado o serviço por aqui, pegamos aquela super caminhonete azul sem o freio de mão e dirigimos até o Solbakken, onde o “L”(lembram dele?) nos mostrou o serviço que precisava ser feito: primeiro teríamos que carregar uma madeira, que já estava cortada, na caminhonete e levá-la até um lugar onde ela seria cortada em pedaços menores para virar lenha. Eu disse madeira cortada? Mais ou menos: eram toras gigantes, em torno de cinquenta centímetros de altura num diâmetro de mais cinquênta centímetros. Não, vocês não entenderam errado, eu fiquei carregando partes (grandes) de troncos de árvores o dia todo hoje, bastante pesados. Tanto que perto das quatro horas eu falei pro L que só ia carregar mais uma caçamba, depois disso iria voltar para o Cascade. Ele também estava cansado, concordou comigo. Aliás, ele começou a carregar os troncos bem depois de eu o BS, ele e o Bidula ainda fizeram housekeeping por lá antes de começar a ajudar a gente com os troncos.

Ainda bem que eu não tive que trabalhar no restaurante essa noite, o BS foi servir o jantar (provavelmente um dos seus últimos, uma vez que ele vai pegar somente o café-da-manhã e eu apenas o jantar. Pedimos isso pra Mareen hoje na reunião, ela disse que não tem problemas, que ela estava nos alternando para ser mais justo com os dois, mas se ambos preferimos isso… O bom é que vou ter que aparecer todo dia no trabalho somente às nove, que é a hora que o housekeeping começa, e vou pegar algumas horas a mais à noite, com o restaurante, o que deve dar em torno de oito ou nove horas por dia.

Bom, não tenho muito o que falar além de que eu preciso de uma boa noite de sono hoje. E que a internet não está funcionando, o que me deixa um tanto irritado, mas se vocês estão lendo isso é porque ela voltou. (Ou vocês estão lendo com um certo atraso…)

(um dia de atraso)

One thought on “Virei lenhador”

Os comentários estão fechados.